Visita do Presidente da CML

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, e os vereadores Manuel Salgado, José Sá Fernandes e Cardoso da Silva visitaram no dia 12 de Fevereiro várias obras de infra-estruturas viárias e de espaço público em curso no território da Alta de Lisboa. O Parque Oeste, a Avenida Engº Santos e Castro, o Eixo Central e a Rotunda das 5 Vias foram os locais percorridos com maior atenção por parte da comitiva camarária, acompanhada pela Administração e corpo técnico da SGAL.
Durante a visita António Costa anunciou que o processo de expropriações na Alta de Lisboa está próximo de estar finalizado. Esta acção permitirá a conclusão de duas das principais infra-estruturas viárias da zona, respectivamente a Avenida Eng.º Santos e Castro (obra que estava suspensa desde 2004) e do Eixo Central (bloqueado em alguns pontos do seu traçado pelas mesmas razões).

O périplo teve início junto do Parque Oeste, cuja obra tem a sua conclusão prevista para Junho de 2009, um espaço verde privilegiado com 26 hectares de extensão. Esta ampla área verde terá um extenso lago que funciona como bacia de retenção de águas da drenagem pluvial, ao longo do qual se dispõem várias lagoas. Associado ao mesmo espaço está concluída uma pista de atletismo destinada à prática desportiva. A visita prosseguiu pelas três grandes obras de infra-estruturas viárias, a Avenida Engº Santos e Castro, o Eixo Central e a Rotunda das Cinco Vias. Estas construções garantem a sustentabilidade dos empreendimentos de grandes núcleos de serviços, que serão a âncora económica de toda a zona.

Os remates Norte e Sul da Avenida Engº Santos e Castro, que têm estado pendentes da aquisição de parcelas de terreno por parte da Câmara, deverão estar concluídos oito meses após a resolução de tais constrangimentos, nomeadamente com a ligação a uma rotunda junto da Porta Sul, nas Calvanas, para onde convergem também o Eixo Central, os acessos à Segunda Circular e, sob esta, a ligação à Avenida do Brasil, ao Campo Grande e a Alvalade, assim se conectando de forma mais eficaz o Alto do Lumiar ao resto da cidade. A curto prazo, porém, a conclusão desta Avenida permitirá também retirar o trânsito de atravessamento das vias rodoviárias já concluídas.

Toda a Alta de Lisboa será atravessada pelo grande Eixo Central, com 70 metros de largura (sensivelmente a mesma da Avenida da Liberdade), continuação natural do eixo histórico da cidade que se desenvolveu da Baixa ao Campo Grande, pelas Avenidas da Liberdade e da República, e via estruturante de toda a urbanização. Esta obra arrancou em 2008 e prevê-se a sua conclusão para 2011.Os seus três lanços totalizam cerca de três quilómetros, ligando a Rotunda da Porta Sul (Segunda Circular) à Rotunda da Porta Norte (Eixo Norte-Sul). Um grande troço desta obra, com 1300 metros de extensão está já em curso e deverá estar pronto em Novembro, terá 70 metros de largura, com uma placa central ajardinada de 30 metros de largura e equipada com mobiliário urbano, duas vias laterais de circulação rodoviária, com três faixas de rodagem cada, passeios laterais até à galeria dos prédios com 10 metros de largura em ambos os lados, uma ciclovia ao longo de toda a extensão e passeio com guia para invisuais.

A visita camarária terminou na Rotunda das 5 Vias, cujas obras tiveram inicio no principio do mês de Fevereiro, uma infra-estrutura que vai ajudar a solucionar os problemas de tráfego no cruzamento da Avenida Eugénio de Andrade com a Av. Álvaro Cunhal, com Rua Helena Vaz da Silva, com a Rua General Vasco Gonçalves, com a Rua Arnaldo Ferreira, junto ao Condomínio das Conchas e Páteo São João de Brito na Alta de Lisboa. A confluência para o mesmo local de cinco vias tornava-a uma das intercepções de difícil circulação da Alta de Lisboa. Esta obra está a cargo da SGAL, ao abrigo do contrato com a Câmara Municipal de Lisboa. A sua conclusão está prevista para Abril deste ano.